Sua indústria está pronta para crescer nos próximos seis meses?

B2B, Business Integrator, Dicas, EDI, Gestão Empresarial, Materiais para Construção, Vantagens, Vendas

Sua indústria está pronta para crescer nos próximos seis meses?

Segundo um levantamento feito pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI), o índice de expectativa de compras de insumos e matérias-primas no segmento da indústria, avançou 2,5 pontos, chegando a um total de 57 pontos, na passagem de 2020 para 2021. Além disso, os índices de expectativa do nível de atividade, do número de empregados e de novos empreendimentos avançaram respectivamente 1,6, 0,9 e 0,5 pontos, resultados que também fizeram o setor superar os 50 pontos, a maior pontuação alcançada desde agosto de 2020.

Os resultados positivos indicam uma expectativa de crescimento dessas variáveis para os próximos seis meses e não para por aí. A utilização da capacidade operacional ficou no maior nível para dezembro desde o ano de 2014, o que também fez com que o indicador de satisfação com a situação financeira das indústrias da construção também aumentasse 3,9 pontos no quarto trimestre de 2020, alcançando 47,2 pontos. O índice de satisfação com a margem de lucro operacional também cresceu, com um avanço de 2,5 pontos entre outubro e dezembro do ano passado. Ambos os indicadores estão acima de suas respectivas médias históricas desde o terceiro trimestre de 2020.

A intenção das indústrias investirem aumentou 1,3 ponto em janeiro de 2021 e agora se situa em 44 pontos. O índice está acima da sua média histórica de 34,6 pontos e em níveis iguais aqueles observados no início de 2020, antes da crise provocada pela pandemia, o que é uma ótima notícia para o setor.

O Levantamento de Conjuntura da Fiesp/Ciesp também trouxe boas notícias para o segmento industrial, pois as vendas reais do setor ficaram estáveis na passagem de novembro para dezembro de 2020. Entretanto, estão 10,3% acima do nível pré-pandemia (fevereiro). As horas trabalhadas na produção cresceram 1,2% frente a novembro e o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) apresentou alta 0,7 p.p, atingindo 78,2%. Este é o oitavo aumento consecutivo dos itens.

Os resultados apresentados indicam que a indústria de transformação paulista exibiu forte e rápida reação após o pior momento para a atividade econômica nos meses de março e abril. De acordo com a pesquisa Sensor, a indústria de transformação paulista manteve a tendência de crescimento em janeiro, primeiro mês de 2021, porém com leve perda de ritmo.

O indicador Sensor fechou em 50,5 pontos no mês de janeiro, na série com ajuste sazonal, resultado inferior ao de dezembro (51,4 pontos) e a leitura de novembro (53,4 pontos). De qualquer forma, números acima dos 50,0 pontos indicam expansão da atividade industrial paulista para o mês de janeiro de 2021.

Mesmo assim, os níveis de estoque continuam abaixo do nível planejado, o que deve aquecer ainda mais o setor da indústria. O índice avançou de 52,1 pontos para 53,3 pontos no mês. Leituras superiores a 50,0 pontos indicam estoque abaixo do desejável, ao passo que inferiores a 50,0 pontos indicam sobrestoque.

O nível de emprego permaneceu praticamente estável, passando de 50,6 pontos 50,0 pontos em janeiro de 2021. Resultados próximos dos 50,0 pontos indicam estabilidade do emprego da indústria paulista.

Em resumo, o mês de janeiro de 2021 traz dados positivos para a atividade e se você pretende acompanhar o crescimento do mercado, o melhor caminho é investir em tecnologia e a Business Integrator oferece a solução tecnológica mais adequada à sua indústria de materiais para construção. Saiba mais acessando nosso site.

Arquivos

Categorias

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This